Como tirar o melhor da plataforma ERP?

A parametrização é um dos caminhos. Investir em configurações alinhadas às necessidades da empresa é tão importante quanto identificar a melhor plataforma de Gerenciamento Empresarial
A parametrização é um dos caminhos. Investir em configurações alinhadas às necessidades da empresa é tão importante quanto identificar a melhor plataforma de Gerenciamento Empresarial

Quando uma empresa decide implantar um Sistema de Gerenciamento Empresarial, os conhecidos ERPS, ela passa a buscar opções de plataformas que melhor atendam suas necessidades. Isso quer dizer que, além de gerenciar, a solução deve prover informações de apoio às operações. Diante disso, integrar a melhor tecnologia do mercado, não basta. É preciso pensar em uma solução parametrizada.

A parametrização das plataformas ERPs permite integrar departamentos e processos, a fim de facilitar a troca de dados e disponibilizar informações.

Ao falarmos em parametrização, outro termo que vem à mente é a customização. Porém, é bom deixar claro que essas ações são bem diferentes. Enquanto a customização remodela o código-fonte das soluções, a parametrização atua em cima das configurações pré-definidas no sistema pela fabricante. O objetivo é que os fluxos dos processos sejam atendidos com agilidade, reduzindo custos operacionais e melhorando os indicadores de performance.

A parametrização oferece suporte para que uma companhia tire o máximo potencial de um sistema ERP. Mas antes, é preciso fazer um planejamento com definições de todas as questões que envolvem o projeto, e as respostas devem apresentar que tipo de recurso atenderia os processos da empresa.

Dentro desse planejamento, uma questão importante é pesquisar e analisar todas as opções a sua disposição. E, principalmente, considerar se a plataforma a ser adotada possui a flexibilidade para ser ajustada de acordo com as regras do seu negócio. Então, observe atentamente as condições reais da solução e entenda como a aplicação da parametrização se encaixará à proposta da sua companhia. Perceba que uma solução rígida pode significar a incapacidade de configurar os recursos em questões-chave para seu negócio.

Mas lembre-se que essa visão só fica clara quando há uma análise detalhada sobre o ambiente – da infraestrutura às tecnologias integradas –, destacando também o número de departamentos e pessoas a serem atendidas pela solução, assim como todos os pontos que possam afetar o funcionamento do sistema.

Um erro comum na hora de planejar a integração de um sistema de gerenciamento é o de não mapear os processos e não definir exatamente o que deve ser implementado. E criar uma instalação com práticas erradas pode refletir em processos ineficientes e, consequentemente, em prejuízos.

Como uma consultoria pode ajudar sua empresa

Quando a empresa tem consciência sobre como deseja que seus processos fluam, mas não sabe como extrair todo o potencial de uma solução ERP, uma consultoria ajuda a definir parâmetros. Esse trabalho oferece metodologia adequada a implantação, com técnicas de gerenciamento de projetos aplicadas em etapas bem definidas e transparentes.

Com experiência e conhecimento técnico voltados aos negócios, a possibilidade de se planejar a implantação de um sistema mais ajustado é maior e mais assertiva, evitando armadilhas comuns, como a má definição do projeto, baixa resolução de conflitos e fatores de atraso.

Enfim, investir em um Sistema de Gerenciamento Empresarial pode representar um passo largo para a organização e o crescimento de uma companhia. Mas, é preciso certificar-se de que esse sistema esteja alinhado aos objetivos de negócios da companhia para que o retorno de investimento fique dentro do estimado.

(*) Alexandre Nordin é sócio-diretor da 4C Brasil

Clique aqui e conheça o ERP da Insoft Informatica ou fale com um dos nossos consultores pelo telefone: (054) 32239085 / (054) 3028.9085