Como fazer o planejamento financeiro empresarial para crescer de verdade?

Quer saber como fazer um bom planejamento financeiro empresarial para que tenha o crescimento que tanto espera?

Isso é muito importante, afinal, nenhuma empresa sobrevive sem estruturar e organizar muito bem as suas finanças.

Vantagens?

Além da estratégia mostrar todas as diretrizes para que o negócio se torne de fato sustentável, ela ainda é essencial para que tenha um controle assertivo tanto para a saúde do caixa quanto para o cumprimento de metas.

Se a sua empresa ainda não começou a estruturar o planejamento financeiro empresarial, leia as próximas linhas desse artigo.

Nele, daremos algumas dicas bem interessantes sobre o tema.

Aproveite a leitura!

 

Como fazer o planejamento financeiro empresarial?

Chegou a hora de saber como fazer o planejamento financeiro empresarial de forma bastante assertiva.

Confira!

 

1 – Entenda o cenário

A primeira coisa que você precisa fazer para realizar o planejamento financeiro empresarial é entender o cenário atual da sua empresa.

Quanto tempo ela está no mercado?

Quais são os pontos fortes e fracos?

Qual é o produto ou serviço?

Quem é o seu cliente e como ele se comporta?

Quem é o seu concorrente?

Como está o seu mercado?

Quem são os fornecedores?

Tudo isso é importante para você ter clareza do contexto e saber se é possível, por exemplo, aumentar o preço de determinado produto, se é necessário fazer uma negociação com fornecedores e muito mais.

E essas informações serão ainda a base de todo o seu planejamento financeiro.

Veja no próximo tópico.

 

2 – Coloque no papel o seu planejamento financeiro empresarial

Chegou a hora de colocar o seu planejamento financeiro empresarial no papel.

Para isso, você pode apostar em uma simples planilha ou então em um sistema inteligente.

O bom da segunda opção, é que o software faz todo o trabalho para você e ainda por cima garante a assertividade das informações, ao passo que a planilha é passível de falhas humanas.

Com relação ao custo, geralmente ele se paga quando as ações implantadas a partir do controle financeiro começam a dar resultados positivos.

Mas vamos às informações de como fazer o planejamento.

Crie o plano de faturamento para o próximo ano com as informações mês a mês.

Coloque as metas de quanto pretende ganhar, considerando as suas fontes de receita, os canais de distribuição, o modelo de precificação, etc.

Acrescente também os gastos recorrentes, como aluguel, energia, fornecedores e funcionários, e os extraordinários, como as eventuais manutenções que forem necessárias.

E não se esqueça de incluir os valores relacionados aos possíveis investimentos no negócio, como os juros de um empréstimo ou o dinheiro destinado à compra de máquinas.

Ao repassar os dados, entenda o que deve ser feito agora e o que pode ser adiado.

Por fim, com a visão das suas finanças ao longo do ano, faça o demonstrativo financeiro e o de resultados.

Realize também o balanço patrimonial, com todos os seus ativos e passivos.

Ele é importante porque mostra a posição econômica e financeira da sua empresa.

Nesse momento você vai perceber se está sendo muito otimista ou pessimista nas suas projeções, se é possível maximizar a receita, se é válido otimizar algum gasto, etc.

 

3 – Crie planos de ação

Hora de colocar a mão na massa a partir do seu planejamento financeiro empresarial.

Para isso, é essencial que defina metas que reflitam as projeções, que mapeie as ações necessárias, que crie um cronograma das atividades e que defina os responsáveis pelas tarefas.

Mas lembre-se de que precisará mensurar todos os resultados e documentar as ações para que elas possam ser analisadas posteriormente.

 

O planejamento financeiro empresarial é essencial para a sobrevivência de qualquer empresa.

Se a sua ainda não fez, comece agora mesmo!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *