Arquivos mensais: março 2016

CEST – exigência é prorrogada para outubro de 2016

O CONFAZ por meio do Convênio ICMS 16 /2016 (DOU de 28/03) adiou para 1º de outubro de 2016 a exigência do CEST.

O CEST – Código Especificador de Substituição Tributária, instituído pelo Convênio ICMS 92/2015, promete diminuir os conflitos sobre a tributação do produtos no que tange ao ICMS.

Embora ainda não seja obrigado informar o CEST no documento fiscal, a lista de produtos sujeitos à substituição tributária divulgada pelo CONFAZ (Convênio ICMS 92/2015, alterado pelo Convênio ICMS 146/2015) acabou com a liberalidade dos Estados incluírem mercadorias no regime.
Continue lendo CEST – exigência é prorrogada para outubro de 2016

Empresas destinarão um terço de seus esforços de cloud à nuvem pública

A nuvem avança aos poucos nas organizações. Um estudo da 451 Research indica que as empresas investirão, em média, um terço dos seus recursos destinados à cloud em ambientes de nuvem pública. O instituto projetou a adoção do conceito em diferentes setores da indústria pelos próximos anos.

De acordo com o levantamento, até 2018, o setor de manufatura terá uma composição onde 23% dos gastos em nuvem irão para ambientes públicos e os 77% restantes se destinarão a estruturas privados. O percentual é idêntico na vertical de educação e muito parecido em organizações governamentais (22 contra 78).

A consultoria aponta que varejo deve alocar 27% dos recursos em cloud pública, saúde (28%) e finanças (29%) nesse mesmo período. O segmento mais cauteloso, de acordo com o estudo, será o de seguradoras (apenas 19% dos gastos em nuvem pública) e o com maior apetite é o de telecom (33%).
Continue lendo Empresas destinarão um terço de seus esforços de cloud à nuvem pública

Qual a vantagem do eSocial para o empresário, trabalhador e governo?

Muito se tem dito e várias opiniões têm se formado em torno do novo projeto do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), o eSocial. Assim como é conhecido, o eSocial (Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas) tem sido motivo de atenção das empresas e empregadores pessoas físicas no Brasil, pois o projeto traz uma nova ideologia de prestações de contas ao governo, com envio de informações trabalhistas, fiscais e previdenciárias “online” através de sistemas de informação.

Essa grande mudança fará com que empresas e empregadores alterem completamente seus métodos de capacitação de dados de seus empregados e as formas de prestações de contas quanto a pagamentos realizados, serviços prestados, serviços tomados, segurança do trabalho, entre outros.

Esse novo programa tem como principais objetivos simplificar o cumprimento das obrigações principais e acessórias exigidas pela fiscalização do trabalho, pelas regras do FGTS, pela legislação do seguro social e previdenciário e até do Imposto sobre a Renda visando garantir aos trabalhadores seus direitos trabalhistas assegurados pelas Leis Trabalhistas tutelados pelo governo federal, e ainda aprimorar a qualidade da informação da seguridade social e das relações de trabalho.
Continue lendo Qual a vantagem do eSocial para o empresário, trabalhador e governo?

Instituto Gartner faz 10 previsões de tendências tecnológicas de alto impacto para 2016

O Gartner ligou sua bola de cristal e liberou previsões tecnológicas para 2016. A consultoria listou dez tendências que possuem potencial de influenciar significativamente as organizações em um horizonte de doze meses.

Fatores que denotam o impacto desses conceitos incluem a elevada possibilidade de interferência nos negócios, nos usuários finais ou na TI; a necessidade de grande investimento; ou o risco de ser tarde demais para adotá-lo. Na visão de analistas, essas tecnologias afetam os planos, os programas e as iniciativas das empresas em longo prazo.

As três primeiras apostas do Gartner abordam a fusão dos mundos físico e virtual e o surgimento da malha digital. “Enquanto as organizações se concentram nos mercados digitais, o negócio algorítmico está surgindo – e logo essas relações e interligações definirão o futuro dos negócios”, afirma.
Continue lendo Instituto Gartner faz 10 previsões de tendências tecnológicas de alto impacto para 2016

Segurança: Veja quatro previsões sobre ramsonware e violações

O ano de 2015 será lembrado por grandes violações e ameaças que ganharam força, como o ransomware. O próximo ano deve ser marcado por uma maior preocupação com o desempenho de ferramentas de alerta e com melhores práticas para educar o usuário final. Conheça quatro previsões em Segurança da Informação para 2016:

A frequência das violações de dados vai aumentar

Em abril do último ano, o Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT.br) revelou  que as notificações de incidentes de segurança envolvendo computadores conectados à Internet cresceram 197% em 2014, em relação a 2013, totalizando 1.047.031 registros – levemos em consideração também o fato de poucas empresas brasileiras registrarem publicamente seus incidentes de segurança.

Continue lendo Segurança: Veja quatro previsões sobre ramsonware e violações

Porque fazer Marketing Digital?

O Marketing Digital nada mais é do que ações de marketing aplicadas ao ambiente digital. O Marketing pode ser conceituado com base no pensamento de Philip Kotler como um processo social por meio do qual pessoas e grupos de pessoas obtêm aquilo que necessitam e o que desejam com a criação, oferta e livre negociação de produtos e serviços de valor com outros. Podemos entender o marketing também como a ciência que estuda o mercado e as relações de consumo. Em resumo o marketing visa o avanço e uma melhor adaptação do sistema capitalista sobre os cidadãos.

Continue lendo Porque fazer Marketing Digital?

O que é um firewall e como ele funciona?

Introdução

Mesmo as pessoas menos familiarizadas com a tecnologia sabem que a internet não é um “território” livre de perigos. É por esta razão que é importante conhecer e utilizar ferramentas de proteção para computadores e redes. Este texto trata de uma das opções de segurança mais importantes dos ambientes computacionais: o firewall.

Nas próximas linhas, você entenderá o conceito de firewall, conhecerá os seus tipos mais comuns e entenderá os motivos que levam estas soluções a serem consideradas imprescindíveis.

Continue lendo O que é um firewall e como ele funciona?

Você sabe o que é CEST e para que serve?

A substituição tributária do ICMS é sempre um assunto polêmico e com muitos pontos de dúvidas. Um deles é como classificar de forma simples se um produto está sujeito ou não ao regime. O CONFAZ está dando um importante passo para resolver este problema instituindo o CEST. Esclareça todas as suas dúvidas neste nosso artigo.

O que é o CEST e para que serve?

O CEST é a abreviatura de Código Especificador da Substituição Tributária. O objetivo deste novo código é estabelecer uma forma de uniformizar e identificar as mercadorias e bens passíveis de sujeição ao regime de substituição tributária e de antecipação de recolhimento do ICMS com o encerramento de tributação, relativos às operações subsequentes. Sua regulamentação se dá através do convênio ICMS 92-15.

Continue lendo Você sabe o que é CEST e para que serve?

O que é RPO e RTO?

É um tanto estranho alguém pensar em implementar algum tipo de proteção de dados sem ter em mente dois conceitos básicos (mesmo que de forma não tão formal): RPO e RTO. Mas o que – definitivamente – isso significa?

Segundo o SNIA (Storage Networking Industry Association) as definições são as seguintes (tradução do editor):
Recovery Point Objective – RPO: O período de tempo máximo desejado antes de uma falha ou desastre durante o qual as alterações feitas aos dados podem ser perdidos como processo de uma recuperação.
Recovery Time Objective – RTO: O período de tempo máximo desejado para trazer um ou mais aplicativos, juntamente com seus dados, a um estado corretamente operacional.
Veja que são duas definições bastante formais. Em termos bastante práticos, RPO pode ser definido como “quanto de informação é tolerável perder em caso de falha ou desastre”, enquanto RTO pode ser definido como “quanto tempo leva para os sistemas voltarem ao normal após uma falha ou desastre”. É importante entender que o valor “0” (zero) para RPO e RTO é aceitável. Há negócios que precisam de total disponibilidade em qualquer circunstância. Empresas de Telecom, bancos e administradoras de cartão de crédito são exemplos desses ambientes.
Continue lendo O que é RPO e RTO?

A importância de ter um e-mail profissional

O que é um e-mail profissional?

É um e-mail que tenha @nomedoseunegocio.com.br, diferente de e-mails gratuitos como @hotmail, @yahoo, @gmail, entre outros.

É comum no mundo dos negócios, as pessoas darem maior credibilidade para e-mails profissionais. Se você costuma fazer negociações pela internet, seja através do seu site, blog, e-mail ou atendimento online, usar um e-mail gratuito pode fazer com que você perca a credibilidade do seu negócio perante o seu cliente.

Continue lendo A importância de ter um e-mail profissional