Considerações para construir alicerces em uma economia global digital

McKinsey listou cinco perguntas fundamentais que as empresas precisarão responder se quiserem lograr sucesso no mundo digital

Para medir o impacto econômico da globalização digital, a McKinsey construiu um modelo baseado em fluxos de bens, serviços, pessoas, recursos financeiros e dados trafegados entre 97 países. O estudo descobriu que, ao longo da última década, esse “câmbio” aumentou em 10% a geração de riqueza no mundo.

Em termos específicos, isso significa adição de US$ 7,8 trilhões à economia mundial apenas em 2014. Apenas com impactos diretos, os fluxos de dados responderam por US$ 2,2 trilhões desse montante. Considerando a influência dessas informações em outras áreas, adicionam-se outros US$ 2,8 trilhões à conta.
Continue lendo Considerações para construir alicerces em uma economia global digital

Falta de segurança digital pode ser fatal para sua empresa

Não é raro um hacker descobrir quem é o usuário responsável pela administração das máquinas e pedir resgate para devolver o acesso

Cloud computing é algo importante para os negócios de uma organização, exigindo investimentos financeiros e proporcionando mudanças estratégicas de alto impacto nas companhias. Porém, as empresas esquecem que se fizerem o uso desta tecnologia sem pensar em segurança e compliance (conformidade) podem incorrer em um erro fatal, correndo o risco de, até, destruir o valor da sua marca e a reputação, construída por muitas durante anos.

Antes de imaginarmos como a segurança impacta este novo paradigma, devemos avaliar muito bem qual o modelo de cloud computing mais aderente para a aplicação desejada e pensar também no impacto desta aplicação no negócio como um todo. Ao falarmos de Cloud, devemos questionar sempre qual o esforço que será feito para adequar a aplicação ao modelo escolhido (Público, Privado ou Híbrido) e se haverá alguma perda para ter a sonhada agilidade em TI ou para atingir a liberdade de adicionar ou remover recursos a qualquer momento.
Continue lendo Falta de segurança digital pode ser fatal para sua empresa

Cinco passos para garantir a segurança em um projeto de cloud híbrida

Quando dados confidenciais são transferidos ou armazenados na nuvem, surgem desafios regulamentares, de visibilidade e de controle

Não há dúvida de que as organizações estão migrando para a nuvem em um ritmo mais acelerado do que nunca. A adoção da nuvem proporciona muitos benefícios que auxiliam as empresas a atingirem seus objetivos comerciais, como redução de custos, maior agilidade e mais escalabilidade.

Mas quais são os riscos? Quando dados confidenciais são transferidos ou armazenados na nuvem, surgem desafios regulamentares, de visibilidade e de controle para as equipes de segurança e conformidade das empresas. Na realidade, uma pesquisa sobre a adoção da nuvem realizada pela Intel Security revelou que 44% dos entrevistados acreditam que seus dados estão menos seguros na nuvem.

Felizmente, é possível atenuar os riscos seguindo práticas recomendadas e diretrizes úteis para que os dados sejam o foco da adoção da nuvem com maior proteção. Para proteger as nuvens híbridas (uma combinação de infraestrutura de TI tradicional, nuvens públicas e nuvens privadas), as organizações devem ter em mente estas cinco questões de segurança:
Continue lendo Cinco passos para garantir a segurança em um projeto de cloud híbrida

A importância da TI em Atacados

Cada ano que passa, os negócios do segmento são desafiados e pressionados pela entrega com mais agilidade, qualidade, escalabilidade

A máxima “o Brasil que dá certo” poderia ser facilmente aplicada ao mercado atacado distribuidor. Com um crescimento de 50,6% no ano passado, conforme aponta a pesquisa Ranking ABAD Nielsen 2016, o segmento nada contra a maré do mau desempenho dos principais indicadores da economia brasileira, criando condições para empresários do setor investirem em melhorias que visam manter a competitividade e o crescimento de suas operações.

A hora de crescer é agora. Mesmo com certa instabilidade econômica, as métricas não deixam de ser positivas. Porém, convido você, caro leitor, a fazer uma linha de raciocínio vitalícia. Vamos lá. A empresa cresce, seu número de funcionários aumenta junto com o de clientes, necessidades ganham força e você se esquece de um “pequeno detalhe” que permite que a empresa funcione corretamente: a infraestrutura de TI. Daí, eu pergunto: será que a sua empresa está preparada para suportar tudo isso, sem precisar repensar no seu atual ambiente de tecnologia?
Continue lendo A importância da TI em Atacados

As vantagens do Wifi 11AC

Tecnologia foi desenvolvida especialmente para dar suporte àquilo que mais interessa aos consumidores: ter conexão WiFi disponível com velocidade suficiente para fazer absolutamente tudo

A Apple anunciou na semana passada a abertura de um programa de recompensas para quem identificar falhas em seu sistema – uma tarefa que não é fácil, mas tampouco impossível. A dúvida é se é vantajoso.

Trata-se de um programa semelhante ao que empresas como Facebook, Google e Microsoft já têm e procura estimular hackers a compartilhar com elas informações sobre vulnerabilidades em seus sistemas em vez de vendê-las ao mercado negro.
Continue lendo As vantagens do Wifi 11AC

Profissão de TI pode ser regulamentada em breve no Brasil

Antonio Neto entregou ao presidente reivindicações em defesa da categoria

Apesar de contar com um mercado vasto e cheio de trabalhadores, a profissão de Tecnologia da Informação (o popular TI) não é regulamentada por lei no Brasil. Porém, esse quadro pode mudar em breve, graças a uma iniciativa do Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo (Sindpd-SP).
Continue lendo Profissão de TI pode ser regulamentada em breve no Brasil

O que o Gartner prevê como tendência

O instituto de pesquisas e consultoria global Gartner divulga tendências de segurança na Era dos Negócios Digitais. Segundo seus analistas, a explosão digital vem remodelando a gestão de riscos e segurança organizacional. Redes móveis, nuvem, redes sociais e Internet das Coisas (IoT) são apenas alguns fatores geradores dessa transformação.

De acordo com o Gartner, as empresas que forem capazes de aproveitar os benefícios das plataformas e ferramentas digitais terão uma vantagem competitiva permanente com o passar do tempo, enquanto aquelas que não estão habilitadas para seguir essa tendência vivenciarão uma queda entre a concorrência já em 2017.

“Essa realidade desafia o atual cenário de segurança da informação e gestão de riscos. Muitos padrões e tecnologias, nas quais as práticas de risco e segurança foram baseadas, não são adequados a essa nova realidade. Líderes de segurança da informação e gerenciamento de riscos de TI devem avaliar e transformar seus programas para que impulsionem os negócios digitais em vez de serem obstáculos para a inovação”, diz Tom Scholtz, vice-presidente e Fellow do Gartner.
Continue lendo O que o Gartner prevê como tendência

Fim das Senhas Empresariais em Breve

Embora pareçam item obrigatório, as senhas no mundo corporativo estão com seus dias contados, abrindo espaço para outros métodos de autenticação

Hoje, menos de 1% dos negócios mundiais depende somente do uso de senhas para autenticar uma pessoa. Três em cada quatro empresas ainda usam usuário/senha como forma de identificação, mas em 93% dos casos são utilizadas ferramentas adicionais de segurança. Um problema que ainda persiste é que a maioria das pessoas não consegue memorizar todas as senhas, tendo que recorrer a métodos de recuperação mais cedo ou mais tarde.

Em novo estudo da TeleSign foi divulgada previsão de que as senhas estarão completamente obsoletas e mortas por volta de 2025. Um dos motivos é o flanco aberto a riscos. O estudo mostra que somente no ano passado, 90% das empresas tiveram de lidar com vários tipos de fraude. Os spams são os mais comuns (42%), seguidos de fraude nos cartões de crédito e débito (35%) e conta fraudulenta (29%).
Continue lendo Fim das Senhas Empresariais em Breve

Nova tecnologia pode deixar Wi-Fi mais rápido usando lasers

A imagem ajuda a entender como tudo funcionaria: LED emite luz branca que oscila de forma imperceptível. Cada estado alternado entre luz acesa e apagada (o 0 e 1 do código binário) dura nanosegundos e é decodificado por dispositivos ao alcance da luz como informação (Foto: Divulgação/KAUST)

Pesquisadores da Universidade de Ciência e Tecnologia King Abdullah (KAUST), na Arábia Saudita, estão investigando o uso de lasers para tornar o Wi-Fi mais rápido. A tecnologia conta com um nanocristal que ajuda a acelerar a troca de dados em redes sem fio que, em vez de ondas de rádio como o Wi-Fi da sua casa, usam luz emitida por LEDs. O resultado do método é um protocolo de comunicação sem fio que pode trocar informações a velocidades de 2 Gbps (gigabits por segundo) sem causar interferência.

As análises em torno da ideia de usar lasers como interface de troca de informações em redes sem fio não são novidade, mas o estudo árabe chama a atenção pela velocidade atingida em testes de laboratório. Os tais 2 Gbps (equivalente a 250 MB/s) superam recordes anteriores em institutos tecnológicos do mundo todo em pesquisas envolvendo luzes e redes sem fio.
Continue lendo Nova tecnologia pode deixar Wi-Fi mais rápido usando lasers

Project Sauron: Vírus Indetectável por 5 anos

Uma avançada plataforma de malware tem funcionado em diversos países e de forma indetectável por pelo menos cinco anos, segundo informaram nesta semana os cientistas da Symantec e da Kaspersky Lab. As informações são do Science Alert. De acordo com os pesquisadores, o “ProjectSauron” é tão bem desenvolvido que pode ter sido criado por um grupo de hackers – possivelmente patrocinado pelo setor de inteligência de uma organização governamental.

O vírus foi identificado em mais de 30 sites até o último dia 12. Foram afetados o sistema de um aeroporto da China, a embaixada da Bélgica e um órgão da Suécia. Redes complexas de informações da Rússia também foram alvo do “Remsec”, um codinome do “ProjectSauron”, que visa atacar “networks de alto escalão”.
Continue lendo Project Sauron: Vírus Indetectável por 5 anos